Tecnologia do Blogger.

28 julho 2010

A Firmeza da Juíza Argentina


Quando Pedro se viu forçado a não mais falar nem ensinar no nome de Jesus, ele respondeu: "Julgai se é justo diante de Deus ouvir-vos antes a vós outros do que a Deus" (At 4.19). Sua firmeza diante dos oponentes estava ligada ao seu compromisso firme de obedecer a Deus em primeiro lugar. Quando ele negou a Jesus, por ocasião do interrogatório, após a traição de Judas Iscariotes, demonstrou que não estava disposto a tudo para obedecer a Jesus. Agora, vemos alguém maduro em sua fé, disposto até a passar pela morte, se fosse necessário.
No dia 16 de julho, vimos uma demonstração de firmeza no propósito de obedecer a Deus acima de todas as coisas. A juíza de paz Marta Covella, da cidade de General Pico, afirmou que não fará casamentos de homosseuxais com as seguintes palavras: "Que me acusem do que quiser. Deus me diz uma coisa e eu vou obedecer com todo rigor, mesmo que custe meu posto, e mesmo que me custe a vida, porque primeiro está o que Deus me diz". Ela ainda afirmou que foi criada lendo a Bíblia e teve a coragem de dizer perante toda a imprensa argentina que Deus não aprova esse tipo de união.
Penso que a medida aprovada na Argentina pressiona ainda mais a aprovação do PLC 122/2006 aqui no Brasil. E se esse projeto de lei for aprovado? Como será que nós, cristãos comprometidos com os mandamentos do Senhor, deveremos agir? Penso que deveremos agir da mesma forma de sempre. Demonstrar amor, evangelizar, tratar sem preconceito, embora não concordemos com a atitude deles. O evangelho é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê (Rm 1.16). Deus tem poder para transformar completamente a vida de um homossexual. Deveremos fazer como a Juíza argentina, que resolveu firmemente obedecer antes a Deus que aos homens, a prejuízo de sua carreira. Se tivermos que ser presos, multados, que seja! Sofrer afrontas por amor e fidelidade a Jesus é um privilégio da graça de Deus (Fp 1.29).
Meu objetivo não é pregar o conformismo. Não, absolutamente. Lutarei o quanto puder para que este projeto de lei não seja aprovado. Apenas resolvi cogitar a possibilidade da sua aprovação a fim de pensar um pouco em todas as possibilidades. Que o exemplo de Marta Covella nos ajude a ter motivação para permanecer em obediência a Deus custe o que custar.


Pr. Charles

3 comentários:

Ligian 28 de julho de 2010 09:26  

Mulher de garra! Já tinha lido a respeito disso um tempo atrás e achei que ela foi muito corajosa. Ela poderia ter deixado pra falar a esse respeito quando fosse o caso de fazer um casamento, mas imediatamente após a aprovação da lei ela se pronunciou! Que sejamos firmes na Palavra de Deus, pra glória dele!

Francisco de Aquino 28 de julho de 2010 13:07  

A paz do Senhor Jesus,gostaria de fazer um convite a você, visite meu blog,nele você encontrará vários artigos sobre apologética cristã,pregações e vídeos musicais,esse blog é uma voz em meio a tanta deturpação no "evangelicalismo brasileiro" e parabéns pelo trabalho,seu blog está ótimo.Deus seja contigo.
www.solascriptura-scriptura.blogspot.com

Charles Melo 29 de julho de 2010 06:10  

Francisco,

Obrigado pela visita e pelo convite. Apreciei muito seu blog. Continue sendo esta voz profética em meio à descrença e engano do nosso tempo!

Abraço!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog

Google Search

  ©Template by Dicas Blogger.